CONHEÇA TODAS AS NOVIDADES DA FENEARTE 2018  

Transformar a natureza em beleza, a memória em cultura e o talento em arte. Este é o ofício de artesãos e artesãs de Pernambuco, do Brasil e do mundo que se apresentam na décima nona edição da Feira Nacional de Negócios do Artesanato - Fenearte, entre os dias 04 e 15 de julho, no pavilhão do Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. Com 12 dias de evento, um a mais do que as edições anteriores, a maior feira de artesanato da América Latina homenageia Mestre Salustiano, Patrimônio Vivo pelo Governo do Estado falecido em 2008, artista múltiplo, um dos precursores do Mangue-beat e referência das manifestações musicais e culturais de Pernambuco. Coco, ciranda, maracatu, cavalo-marinho, caboclinho, mamulengo, nas suas mãos, tudo vira arte. E a 19ª Fenearte vem coroar todo o seu legado.

Este ano, mais de cinco mil participantes entre artistas e expositores estarão na Fenearte para se aproximar do grande público e comercializar seus produtos com a expectativa de gerar mais de R$ 43 milhões de negócios. O ponto alto do evento são os mais de 800 estandes que reúnem essa rica produção artesanal local, de todos os estados da Federação e de 22 países.

Salões de arte, oficinas inéditas, palestras, desfiles de moda, shows, mostra de decoração, apresentações culturais, teatro infantil, ações de cidadania, polos de gastronomia e alimentação artesanal também estão entre as principais atrações para os mais de 300 mil visitantes esperados.

A Fenearte, juntamente com o Centro de Artesanato de Pernambuco, entre outras iniciativas do Governo do Estado de Pernambuco, tem como objetivo valorizar e difundir os saberes tradicionais, estimular o potencial de crescimento dos artesãos e artesãs, funcionando como importante elemento estruturador da Cadeia Produtiva do artesanato local.

“A cada ano, a nossa Fenearte se renova, sem perder a força da sua tradição, mas ressaltando a riqueza das culturas pernambucana, nordestina e brasileira. Desta vez, homenageando, merecidamente, a grande figura do Mestre Salustiano, que tão bem representa a originalidade e força da criação popular de Pernambuco. Para mim, é sempre um momento de alegria e orgulho promover e participar da Fenearte”, afirma o governador Paulo Câmara.

Nesta décima nona edição a organização da Fenearte está trazendo muitas novidades para o evento:

ACESSO AMPLIADO - A fim de melhorar as condições de acesso e de circulação dos visitantes, a entrada agora ficará mais ampla. A melhoria também permitirá uma maior visibilidade aos espaços da área externa da feira. Visando mais proteção, ainda foram criadas áreas cobertas para abrigar o público em caso de fila e chuva ao longo dos portões A, B, C e D.

FENEARTE CIDADANIA - Idealizada para ser ponto de apoio e local de proteção para crianças que frequentam a feira, a Fenearte Cidadania irá promover diariamente programação de atividades culturais e educativas para filhos de comerciantes e artesãos que trabalham no evento e visitantes que irão frequentar a mostra de artesanato. A estrutura, que faz alusão a um circo, terá capacidade para 80 pessoas e vai exibir filmes, apresentações teatrais, oferecer oficinas, sala para brinquedoteca e outros. A proposta foi desenvolvida pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ) que vai atuar no espaço com os programas Atenção Redobrada, coordenado pela Executiva de Políticas para Criança e Juventude (Sepcj), e de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), da Executiva de Assistência Social (Seass).

NOVIDADES NO MEZANINO - Uma boa nova é a criação de um pequeno polo gastronômico que vai abrigar o Boteco Apecerva, uma iniciativa da Associação Pernambucana das Cervejarias Artesanais reunindo mais de 15 marcas de cervejas locais. O consagrado Bar do Seu Luna também movimentará o mezanino com pratos típicos regionais com destaque para o famoso chambaril. Outro destaque importante é o espaço Legado Mestre Salu, uma mostra na qual serão exibidos figurinos do Maracatu Piaba de Ouro, estandartes da agremiação, documentários sobre a vida do homenageado, além de peças do acervo da família, incluindo rabecas do Mestre Salustiano. A Passarela Fenearte também ganhará novo formato, maior e imponente. E ainda no andar superior haverá um espaço de rodada de negócios Internacionais, coordenado pela Agência de Desenvolvimento de Pernambuco (AD Diper).

OFICINAS INÉDITAS - Oficinas inéditas vão compor a programação de atividades que foram pensadas para consagrar as multifaces do Mestre Salustiano. Uma excelente oportunidade para quem deseja aprender técnicas artesanais para produzir e tocar uma rabeca, dar os primeiros passos na dança popular, executar bordados de gola de maracatu, entre outras aprendizagens. As oficinas são gratuitas e serão realizadas no mezanino, mesmo local das inscrições. A programação completa, incluindo as oficinas, está disponível no APLICATIVO FENEARTE 2018.

SALÕES DE ARTE POPULAR ANA HOLANDA E ARTE POPULAR RELIGIOSA / GALERIA DOS RECICLADOS – Buscando ampliar a participação de artistas e colaborar na qualificação do público em relação à arte, a Fenearte traz o Salão de Arte Popular Ana Holanda, o Salão de Arte Popular Religiosa e da Galeria dos Reciclados. As duas primeiras mostras exibirão 70 obras, além de 50 na Galeria de Reciclados. As exposições serão montadas lado a lado, numa área bem destacada próxima às bilheterias.

CURADORIA DOS SALÕES - O arquiteto e colecionador Carlos Augusto Lira é o curador do 14º Salão de Arte Popular. Para o 3º Salão de Arte Popular Religiosa, Frei Rinaldo Pereira, gestor do Museu de Arte Sacra de Pernambuco (Maspe), selecionou peças que traduzem a pluralidade de representações religiosas. O designer Ticiano Arraes assina a curadoria da 12ª Galeria de Reciclados com criações que contribuem para uma reflexão sobre a sustentabilidade do nosso planeta.

PREMIAÇÃO – Em cada concurso, 3 ganhadores foram escolhidos por uma comissão julgadora formada por artistas, colecionadores, estudiosos e formadores de opinião. As obras vencedoras irão receber um prêmio de R$ 6 mil. E, durante a Feira, haverá ainda uma votação do Prêmio Aclamação que vai eleger a melhor peça de cada exibição, por meio do voto popular em urna eletrônica presente no local. Cada vencedor receberá R$ 2 mil.

ESPAÇO INTERFERÊNCIA JANETE COSTA – As arquitetas Bete Paes e Roberta Borsoi, idealizadoras do espaço, apresentam nesta edição novas aplicações do feito à mão em pequenos ambientes intimistas e cheios de identidade e afeto, mostrando que peças de mobiliário contemporâneo caminham de mãos dadas com o artesanato e a arte popular. O local também receberá palestras e o intercâmbio de dois mestres convidados da região central do País:

Mestres Convidados

Juão de Fibra, DF e Goiás - Mestre em traçar desde a infância, trabalha com o capim colonião que é uma planta bastante rígida originária da África, mas muito comum no Planalto Central. O trançado de capim colonião é uma criação exclusiva do mestre Juão de Fibra e dos grupos capacitados por ele em Goiás. O mix de produtos desenvolvidos pelo artista também inclui objetos que mesclam outras fibras brasileiras como o capim-dourado e a palmeira de buriti, além da madeira e da cabaça.

Lupércio dos Anjos, Mato Grosso - Lupércio dos Anjos faz lamparinas artesanais com pinturas que carregam traços desenvolvido por ele. As peças fazem sucesso na Europa, destino certo de parte do que é produzido. Para dar mais inspiração, Lupércio tem um livro de pintura chinesa e usa os traçados e cores nas suas peças. “O mais difícil foi fazer as peças, a pintura eu aprendi bem rápido. Já as peças eu fui desenvolvendo, além das lamparinas, faço cestas, cruz, cata-vento, matracas e outras coisas, chegando a 51 peças”, conta.

PALESTRAS – Nomes consagrados ligados às diversas linguagens da arte proferem 06 palestras abertas ao público no Espaço Interferência Janete Costa. Os debates, que acontecem entre os dias 05 e 13 de julho, irão abordar temas como design, artesanato, mercado, gastronomia e moda. A palestras são gratuitas com duração de 60 minutos e capacidade para 70 pessoas sentadas. Para participar, os visitantes deverão retirar a senha de acesso no local uma hora antes do início.

Programação:

• Artesanato de Raiz & Mercado - Dia 05 (quinta-feira) às 14h com Sonia Quintella, presidente do conselho da Artesol SP;

• Design como Processo - Dia 06 (sexta-feira) às 18h com Paula Dib, designer SP;

• Finalização de Projetos e Produção Editorial - Dia 07 (sábado) às 11h com AldiFlosi, Produtor SP;

• Feito no Nordeste - Dia 09 (segunda-feira) às 18h com Rodrigo Ambrosio, designer AL;

• Processo Criativo Usando o Artesanato como Base - Dia 10 (terça-feira) às 18h com Melkzda, estilista PE;

• Cozinha e Artesanato: Artes feitas à mão - Dia 13 (sexta-feira) às 18h com os chefs Carlos Bertolazzi (SP), Cesar Santos e Claudemir Barros (PE).

ALAMEDA DOS MESTRES JANETE COSTA – Os mestres e mestras do nosso artesanato, grandes expoentes que mergulham nas tradições das mais variadas regiões do estado serão reverenciados no magistral abre-alas do evento. O tradicional tapete vermelho, que dá boas vindas aos milhares de visitantes da Fenearte, vai reunir 64 artistas pernambucanos, símbolos de resistência e afirmação da nossa identidade, mantenedores de histórias e das mais variadas técnicas. Mensageiros do saber, eles perpetuam o conhecimento do ofício que vem sendo repassados a gerações e permanecem vivos como herança e registro de um tempo.

CENOGRAFIA - A riqueza da cultura que envolve o universo do Mestre Salustiano orienta o projeto cenográfico assinado por Carlos Augusto Lira Arquitetos. Logo na entrada o visitante será convidado a interagir com o rico imaginário do homenageado. Estão a rabeca, ícones do maracatu rural, o estandarte do Piaba de Ouro, o cavalo marinho e o seu inseparável chapéu de palha. Todos esses elementos cercados por uma iconografia que remete às flores carregadas pelos lanceiros na boca durante a jornada. Também na entrada, destaque para grandes painéis fotográficos que retratam um imenso canavial, enriquecidos por pés de cana de açúcar naturais fazendo referência à história de vida de Salu e sua origem: a Zona da Mata Norte de Pernambuco.

Na Alameda dos Mestres, lanças de maracatu em formatos gigantes acolhem artesãos e visitantes, junto a reproduções cenográficas de golas de maracatu penduradas nos arcos do pavilhão do Centro de Convenções.Na sinalização, painéis indicam o número da rua e o setor correspondente da feira (incluindo a divisão por tipologias). Em todo trajeto, equipes de informação estarão a postos e trajadas como walkmídia para ajudar e esclarecer todas as dúvidas.

ESTADOS E PAÍSES - O Programa do Artesanato Brasileiro (PAB) mostra a produção artesanal de todos os estados da Federação; além dos expositores individuais de todo o País. O setor internacional, sempre um dos mais concorridos, contará com 22 países neste ano. Participação inédita do Egito, Itália, Países Baixos e Polinésia Francesa.

SEBRAE PE - A participação do Sebrae Pernambuco neste ano ocupará 540m² entre as ruas 8 e 9, e terá apresentação diferenciada com área dedicada a múltiplas expressões no artesanato e na economia criativa. Serão 30 empreendimentos reunidos nesse espaço que abrigará exposição, comercialização de peças e rodada de negócios em todos os dias do evento. Variadas tipologias artesanais serão apresentadas sob formas criativas e inovadoras e originárias do Recife, Olinda, Caruaru, Surubim, Ipojuca, Vitória de Santo Antão, Goiana e de Serra Talhada.

RODADA DE NEGÓCIOS - 30 empresas âncoras estão confirmadas para a rodada de negócios, que deve gerar 600 encontros, com a expectativa de realizar R$ 5 milhões em negócios diretos e previstos para até 12 meses. Dessas negociações participam empresas compradoras, artesãos e outros segmentos da economia criativa.

PROJETO COMPRADOR FENEARTE 2018 - Ação realizada pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Sebrae Nacional e Sebrae de Pernambuco - deve gerar cerca de US$ 500 mil dólares em negócios ao longo dos próximos 12 meses para as 50 empresas de artesanato participantes da iniciativa. Nos próximos dias 2 e 3 de julho, a ação vai levar para Recife um grupo de oito compradores internacionais (cinco dos Estados Unidos, um da Itália, um da Alemanha e um do Japão) para rodadas de negócios com as empresas brasileiras. Das 50 participantes da ação, 20 são de Pernambuco e as demais de estados como Alagoas, Acre, Espirito Santo, Minas Gerais, Santa Catarina e Tocantins. A agenda dos compradores inclui ainda dois dias de visita à Fenearte e um dia de visitas técnicas.

PRAÇAS DE DESCANSO – Funcionando como áreas de descanso no percurso do evento, a Fenearte apresenta 06 praças desenvolvidas por estudantes de cursos de arquitetura de Pernambuco. Os projetos fazem referência à pluralidade do Mestre Salustiano. São eles:

PRAÇA 01 - O Maracatu Piaba de Ouro - Uninassau

PRAÇA 02 - O Cavalo Marinho Boi Matuto de Mestre Salu - UFPE

PRAÇA 03 - Salu e a Brincadeira da Ciranda Nordestina - ESUDA

PRAÇA 04 - Mamulengo Alegre do Mestre Salustiano - DAMAS

PRAÇA 05 - O Espetáculo do Sonho da Rabeca - UNICAP

PRAÇA 06 - Família Salustiano e o seu Legado Cultural - FBV

PASSARELA FENEARTE - A Passarela Fenearte dá uma valiosa oportunidade aos estudantes de moda e criadores locais de exibirem seus trabalhos para o público que lota o evento. Nesta edição, o acervo do figurino Maracatu Piaba de Ouro e do Cavalo Marinho Boi Matuto fará a grande estreia dos 16 desfiles do espaço de moda da feira. Alunos das principais faculdades de moda do estado também mostrarão suas criações, juntamente com projetos coordenados pela da Secretaria da Mulher, além das produções das estilistas Xuruca Pacheco, Luciana Queiroga com a marca Olivia Shibori, Catarina de Jah e Marta Lima. Os desfiles acontecem no mezanino sempre às 18h e às 19h. A programação completa, incluindo os desfiles, está disponível no APLICATIVO FENEARTE 2018.

APLICATIVO – Pelo segundo ano consecutivo a Fenearte contará com um aplicativo exclusivo, desenvolvido por alunos da rede pública de Pernambuco. O APP foi construído por 17 alunos do primeiro e segundo ano do curso técnico de Desenvolvimento de Sistemas da Escola Técnica Estadual (ETE) Ministro Fernando Lyra em Caruaru. Sob a coordenação do professor Paulo Henrique, este é o terceiro projeto tocado pelo grupo. "Já desenvolvemos o aplicativo da Paixão de Cristo e do São João de Caruaru e a Fenearte é um grande desafio. A cada ano o evento se moderniza e exige nosso esforço para colocar o artesanato de Pernambuco na ponta do dedo dos visitantes da feira e dos admiradores da nossa cultura", detalhou o professor. Este ano, o aplicativo inclui a localização dos expositores, programação, orientação sobre o mapa, traslado, desfiles, palestras e uma grande novidade: a venda dos ingressos online. O aplicativo já está disponível para download para aparelhos Android, iOS e Windows Phone no endereço m.app.vc/fenearte. Ano passado o aplicativo da Fenearte ficou a cargo dos alunos do Ensino Médio Integrado do curso de Manutenção e Suporte em Informática da Escola Técnica Estadual (ETE) Maria José Vasconcelos, em Bezerros.

ÍNDIOS - A arte produzida pelas comunidades indígenas brasileiras tem espaço garantido na Fenearte. Nesta edição estarão presentes as seguintes etnias: Fulni-ô, Xukuru, Kambiwá, Pankararu, Atikum, Kapinawá (Pernambuco), Pataxó (Bahia) eKariri-xocó (Alagoas).

APRESENTAÇÕES CULTURAIS E ATIVIDADES INFANTIS – Um palco localizado na Praça de Alimentação terá o melhor de uma programação artística ricamente elaborada pela Fundarpe, focada na valorização da cultura pernambucana com apresentações de Patrimônios Vivos de Pernambuco e grupos de várias regiões do Estado. A diversão também não vai faltar para a garotada com apresentações de Teatro Infantil e as atividades recreativas da Escolinha de Arte do Recife, que nesta edição volta ao pavilhão inferior. A programação completa, incluindo os shows, está disponível no APLICATIVO FENEARTE 2018.

ALIMENTAÇÃO – Uma enorme estrutura de alimentação será montada para atender aos milhares de visitantes da feira. Na Praça de Alimentação, em uma área de 2.418m², estarão disponíveis 12 restaurantes: Acarajé da Bahia, China in Box, Burgogui Coreano, Casa da Macaxeira, República dos Pastéis, Rei das Coxinhas de Gravatá, MyBurguer, Manthara, Plim Pizzas e Massas, Casa do Pará, Massa Delas Cone Pizza e Bar da Fava. Para refeições rápidas e lanches, ao longo do percurso, os visitantes encontrarão três foodtrucks, três foodbikes, 18 estandes e três quiosques de alimentação artesanal. No mezanino, a grande novidade fica por conta do estreante Bar do Seu Luna, reconhecido por seu cozido servido no bairro do Ipsep, no Recife. No piso inferior, o restaurante Santo Expresso que vai comercializar tapiocas e refeições completas.

COPA DO MUNDO – Durante a realização da Fenearte, ocorrerão as partidas das quartas de final, as semifinais, a disputa do terceiro lugar e a grande final da Copa do Mundo da Fifa 2018. E para que o público não perca nenhum lance, os jogos serão transmitidos nos telões da Praça de Alimentação e no Mezanino da feira.

FENEARTE SUSTENTÁVEL - Todo o material reciclável produzido pelo evento será coletado, separado e doado à Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis (COOCENCIPE), responsável pela destinação adequada dos materiais, comercializando-os para indústrias recicladoras. O óleo de cozinha utilizado na Praça de Alimentação também terá destinação correta. Uma parceria entre a Fenearte e o Instituto Agronômico Pernambucano (IPA) promoverá a distribuição gratuita de mudas de espécies da Mata Atlântica no espaço Fenearte Sustentável, localizado na área externa da Feira.

ACESSIBILIDADE - A Fenearte irá oferecer visitas guiadas gratuitas com audiodescrição para pessoas com deficiência visual, deficiência intelectual ou com distúrbios de atenção e Libras para pessoas com deficiência auditiva. A cada dia, entre 05 e 08 de julho, serão abertas 20 vagas para a visita com audiodescrição e 30 para a visita em Libras, cada uma com três horas de duração. Também é garantida a gratuidade à feira para pessoas com deficiência mediante apresentação da carteira. Além disso, estarão disponíveis cadeiras de rodas para serem utilizadas no percurso do evento, que já foi projetado com rampas e corredores mais largos. Nos dias 05 e 06, a visitas serão realizadas das 14h às 17h. E nos dias 07 e 08, das 10h às 13h.

COMPOSIÇÃO DA FENEARTE

Área externa: Espaço Interferência Janete Costa, Balcão de Informações, Salão de Arte Popular Ana Holanda, Salão de Arte Popular Religiosa, Galeria de Reciclados, Instituto Agronômico Pernambucano (IPA),Fenearte Cidadania e Bilheterias.

Área interna - Alameda dos Mestres Janete Costa, Expositores Individuais de Pernambuco setorizados por tipologia, Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), Prefeituras e Associações de Pernambuco, Escolinha de Arte do Recife, Expositores Individuais de outros estados, Sebraes, Internacional, Fenearte Solidária, Praças de Descanso e Praça de Alimentação com o palco.

Mezanino - Passarela Fenearte, Boteco Apecerva, Restaurante e Bar Seu Luna, Legado Mestre Salu, Oficinas, Teatro Infantil, Coordenação, Rádio Fenearte e Imprensa.

REALIZAÇÃO – A Fenearte é uma realização do Governo do Estado, através do Programa do Artesanato de Pernambuco (PAPE), da Agência de Desenvolvimento de Pernambuco (AD Diper) / Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDEC); da Empresa Pernambucana de Turismo (Empetur) / Secretaria Estadual de Turismo; da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) / Secretaria Estadual de Cultura e do Recife Convention&Visitors Bureau (RCVB). O patrocínio é do Bradesco, Rede, Schin, Caixa, Banco do Nordeste e Governo Federal. Apoio: Rede Globo, Shopping Tacaruna, Copergás, Grande Recife, Sebrae, Agefepe, Cipec, Shopping RioMar, Programa do Artesanato Brasileiro e Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa.

SERVIÇO 19ª FENEARTE

De 04 (quarta-feira) a 15 (domingo) de julho

Centro de Convenções de Pernambuco

Das 14h às 22h: de segunda a sexta-feira

Das 10h às 22h: sábado e domingo

Valores dos ingressos de segunda a quinta-feira: R$ 10 (inteira) R$ 5 (meia)

Valores dos ingressos sexta, sábado e domingo: R$ 12 (inteira) R$ 6 (meia)

Pontos de venda de ingressos:

Shopping Tacaruna: Piso L2, loja Riachuelo.

Shopping RioMar: Piso L2, loja Riachuelo

Shopping Boa Vista: entrada principal, loja Riachuelo

Shopping Recife: piso L2, próximo ao cinema

Shopping Guararapes: em frente à Centauro

Centro de Artesanato de PE: nos caixas da loja

Bilheterias do evento

Venda online: www.ticketfolia.com

Observação: meia-entrada para estudantes, crianças até 12 anos, professores e pessoas com mais de 60 anos.

Estacionamento: Acesso ao estacionamento do Cecon ocorrerá pela Av. Agamenon Magalhães, a saída será feita pela Av. Professor Andrade Bezerra. Serão oferecidas 3.500 vagas no Centro de Convenções e Fábrica Tacaruna. Os carros de passeio pagarão R$ 7,50 das 7h à 0h.

Traslados

Shopping Tacaruna: Serviço de microônibus gratuito a cada 15 min do Shopping Tacaruna até o Centro de Convenções. Dias da semana (das 13h às 23h). Sábados e domingos (das 9 às 23h).

RioMar Shopping: Micro-ônibus com saída do RioMar Shopping para o Centro de Convenções de Pernambuco (gratuito) das 13h às 23h, de segunda a sexta-feira, e das 9h às 23h nos finais de semana, no estacionamento do centro de compras (próximo ao Diagmax). O pagamento do estacionamento no shopping RioMar não será progressivo.

INFORMAÇÕES À IMPRENSA

Marcelle Farias – marcellefariaschianca@gmail.com - (81) 99428.5976

Simone Medeiros – simone.baoba@gmail.com - (81) 99669.8019

Yasmim Dicastro - yasmim.castro@centrodeartesanato.pe.gov.br - (81) 99477.2689

Isadora Barreto - barreto.isadora@gmail.com - (81) 99866.4579





Atualizado em: 13/07/2018 16:55